As cinco lições da sunamita

“(…) Disse ela: tudo vai bem”. 2 Reis 4:23

 

Nos tempos em que Jorão reinou sobre Israel, em Samaria, havia um profeta de DEUS chamado Eliseu, homem o qual o Senhor usou poderosamente para fazer manifestar os seus prodígios e milagres. Certo dia, Eliseu chegou a Suném acompanhado sempre do seu moço, Geazi. Suném era um vilarejo próximo a Jezreel e Quesulote, e lá, relata-nos o livro de 2 Reis, havia uma mulher rica, que hospedava o profeta e seu companheiro sempre que os dois iam à sua cidade: “(…)Todas as vezes que passava por lá, entrava para comer” (2 Reis 4:8). E era sempre assim: todas as vezes que o profeta se dirigia a Suném, encontrava conforto e acomodação. Apesar de possuir grande fortuna, a sunamita era casada com um homem de idade avançada, com o qual não tivera filhos nenhum. Grato pelo excelente tratamento que lhe era dispensado, Eliseu mandou que Geazi dissesse àquela mulher: “Tu nos tem tratado com todo o desvelo. Agora, o que se há de fazer por ti? Haverá alguma coisa de que se fale por ti ao rei, ou ao chefe do exército?” (2 Reis 4:13). Como recompensa então, o profeta de DEUS lhe prometera que, no ano seguinte, naquela mesma época, a sunamita conceberia um filho. Ao que ela respondeu: “Não, meu senhor, homem de Deus, não mintas à tua serva” (vers. 16).

No tempo estabelecido, ocorreu o que o profeta havia prometido: a mulher concebeu e deu à luz um filho. Mas a Palavra de DEUS relata que, após o menino ter crescido, e estando trabalhando com o seu pai na agricultura, sentiu fortes dores de cabeça e morreu. Qual a reação natural de alguém que vê desaparecer, em plena flor da idade, seu único filho, a pessoa que mais ama? Como você reagiria se estivesse no lugar da sunamita? A morte, certamente, é o pior de todos os males. Você, caro leitor, pode estar passando por algum outro problema em sua vida, que não seja o perigo de morte. Como você reage diante dos seus problemas? Preste muita atenção a reação da sunamita diante do grave problema: “Chamou o seu marido, e disse: manda-me um dos moços, e uma das jumentas, para que eu corra ao homem de Deus, e volte. Perguntou ele: por que vais a ele hoje? Não é lua nova ou sábado. Disse ela: TUDO VAI BEM” (vers. 22 e 23). Tendo ela partido, ao monte Carmelo, vendo-a, de longe, o homem de Deus disse ao seu moço, Geazi: “(…) Olha! Ali está a sunamita. Corre-lhe ao seu encontro e pergunta-lhe: vai bem contigo? Vai bem com o teu marido? Vai bem com o teu filho? Respondeu ela: TUDO VAI BEM.” (vers. 25 e 26). Ao se aproximar de Eliseu, a sunamita chorou amargamente. E disse-lhe ao profeta: “Pedi eu a meu senhor algum filho? Não disse eu: não me enganes?” (vers. 28). Então, Eliseu e Geazi seguiram de volta a Suném, para a casa daquela mulher. Chegando lá, perceberam que a sunamita não havia providenciado o enterro do corpo do filho, mas o colocou sobre a cama onde o profeta sempre dormia: “Entrou e, fechando a porta sobre eles, orou ao Senhor. Então subiu à cama, deitou-se sobre o menino e, pondo a boca sobre a boca dele, os olhos sobre os olhos dele, estendeu-se sobre ele; e a carne do menino aqueceu. Depois desceu, andou pelo quarto de uma parte para outra, e tornou a subir, e se estendeu sobre ele. O menino espirrou sete vezes, e abriu os olhos. Eliseu chamou a Geazi, e disse: chama a sunamita. Ele a chamou. Quando ela se apresentou diante dele, disse ele: toma o teu filho” (vers. 33 a 36).

Quais as lições que a mulher rica de Suném deixou para as nossas vidas? Primeiro, que devemos sempre receber em nossas casas, com conforto e com carinho, as pessoas enviadas por DEUS. Recebê-las e abençoá-las. Certo dia, JESUS ensinou: “Quem vos recebe a mim me recebe; e quem me recebe a mim, recebe Aquele que me enviou” (Mateus 10:40). Quem recebe os filhos de DEUS, em casa, recebe as bênçãos que DEUS dá gratuitamente à família. Segundo: quem crer verdadeiramente em DEUS, crer num DEUS que faz coisas impossíveis. (“E JESUS, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a DEUS tudo é possível”. Mateus 19:26). Aquela mãe desesperada não tratou de providenciar o enterro do corpo do seu filho, não desejou sepultar as suas esperanças. Havia uma esperança para aquilo que se fazia morte: JESUS CRISTO! Quando temos verdadeiramente o SENHOR na direção de nossas vidas, não entregamos os pontos, não nos damos por vencidos, não desistimos das promessas de DEUS. Os cemitérios foram feitos para aqueles que não têm esperança, os que não ressuscitaram em CRISTO JESUS. Terceiro ensinamento: não importa o tamanho do seu problema. DEUS muitas vezes permite situações adversas na vida de uma pessoa que ELE ama. Não com o objetivo de destruí-la, mas com o propósito de ensiná-la, de moldá-la, de transformá-la, de fazê-la melhor. Isso também é o amor de DEUS por nós. É uma maneira que o PAI tem de mostrar determinadas situações aos seus filhos amados. E quão maravilhoso é ser ensinado e provado por DEUS! (“Vê, eu te purifiquei, mas não como a prata; provei-te na fornalha da aflição. Por amor de mim, por amor de mim faço isto. Como seria profanado o meu nome? A minha glória não a darei a outrem”. Isaías 48: 10 e 11). Quarto: o problema, por maior que seja, não deve desnortear a sua fé em DEUS. Procure manter-se calmo, em oração sempre, confiante que DEUS dará, em breve, um escape, uma saída: “Não fará DEUS justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele de dia e de noite, ainda que os faça esperar? Digo-vos que depressa lhes fará justiça(…)” (Lucas 18: 7 e 8 ). A paciência nas horas de tribulação é indício de saúde espiritual. O salmista escreveu “esperei com paciência no Senhor, e Ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor. Tirou-me de um lago horrível, de um charco de lodo, pôs os meus pés sobre uma rocha, firmou os meus passos; pôs um cântico novo na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no Senhor” (Salmos 40:1-3). Quinto e último ensinamento: nunca devemos deixar de agradecer a DEUS, independentemente da circunstância. Seja nos momentos alegres, seja nos momentos de dor, agradeça. Um coração agradecido é um prenúncio de uma chuva de bênçãos e de vitória que vêm por aí. DEUS quer que fiquemos de pé, firmes, confiantes nas promessas que ELE nos fez. A fé é um pensamento direcionado apenas em DEUS, não vacilante, seguro. “DEUS me prometeu então ELE vai cumprir!”.

De uma hora para outra, aquela mulher de Suném assistiu à destruição de um membro de sua família. Foi o seu único filho, o filho da promessa. Mas poderia ter sido o seu marido. No entanto ela não pensou em desistir, em abandonar o barco. Por mais que a dor parecesse insuportável, ela seguiu em direção àquilo que poderia lhe trazer novamente a esperança. Imagino que no caminho, ela pode ter ouvido de muitos que não havia mais jeito, que só lhe restava enterrar seu filho amado. Os ouvidos daquela mulher se fecharam às palavras de desesperança; os seus olhos só olhavam para o alto, onde residia a sua verdadeira esperança. Ela prosseguia com passos firmes; sabia para onde ia e o que teria quando chegasse lá. O “TUDO VAI BEM” era a certeza de que DEUS estava no controle de todas as coisas, mas especialmente de que a promessa de DEUS não estacionaria na metade. Há algum outro impossível, aos olhos humanos, maior que a morte? Mais uma vez, DEUS provou que não há impossíveis para ELE. Através do profeta, restituiu a vida ao filho daquela mulher, deixando novamente de pé a promessa e restaurando a sua família.

Quando alguém te perguntar em teu deserto como estás, ainda que estejas em dias de grande tempestade, creia e afirme de todo o seu coração: “TUDO VAI BEM!”. Vai bem e muito bem porque você tem um DEUS que é Criador de tudo e galardoador dos que NELE esperam e confiam. Às vezes, pessoas chegam até mim no auge no sofrimento e me dizem: “pastor Fernando, não me resta mais o que fazer; agora DEUS”. E eu respondo: “se só te restou DEUS, então te restou tudo, você não precisa de absolutamente nada mais. Restou a você o melhor”. O salmista escreveu “o Senhor é o meu pastor e nada me faltará” (Salmos 23:1). Quem tem DEUS, tem tudo: tem a esperança, a certeza da vitória.

Você está na presença do Nosso DEUS? Tem procurado fazer a vontade DELE através da Santa Palavra? Se sim, então por que chorar, por que sofrer? Erga a sua cabeça, olhe para frente, mire-se em JESUS e espere pacientemente pelo dia da sua vitória. Ela virá! Como certo é o ar que respiro, eu te digo: ELA VIRÁ! Deixa DEUS trabalhar, deixa DEUS fazer e realizar os Seus propósitos. Aprenda a atravessar o deserto confiante, agradecido, e, principalmente, adorando o Santo Nome de DEUS.

Na carta que escreveu aos crentes em Filipo, o apóstolo Paulo ensinou: “Sei passar necessidade, e também sei ter abundância. Em toda a maneira, e em todas as coisas aprendi tanto a ter fartura, como a ter fome, tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece” (Filipenses 4: 12 e 13). Em 1 Tessalonicenses, o mesmo Paulo advertiu: “Em tudo dai graças, pois esta é a vontade de DEUS em CRISTO JESUS para convosco” (5:18). Nos Salmos 50 há o ensinamento final: “Oferece a DEUS sacrifícios de louvor, paga ao Altíssimo os teus votos, e invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. (…) Aquele que oferece sacrifício de louvor me glorifica(…)” (vers. 14, 15 e 23). A partir de hoje, faça você também como a mulher de Suném; diga sinceramente que TUDO VAI BEM; pois a Paz e a certeza da vitória são permanentes para aqueles que têm JESUS em suas vidas. Que DEUS nos abençoe!

FERNANDO CÉSAR – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça”; “Antes que a Luz do Sol escureça” e da coleção “Destrua o divórcio antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua o adultério antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua a insubmissão antes que ela destrua seu casamento”. Também é pastor e líder do Ministério Restaurando Famílias para Cristo. 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para As cinco lições da sunamita

  1. Janaína Macena disse:

    gloria a Deus por essa palavra, Deus tem sido fiel comigo, quando penso em desistir, minhas forças são renovadas, te glorifico, te exalto, Senhor, por quem tu és, sei que minha vitória chegará, e onde quer que me leves, irei falar do teu amor, de tudo que tens feito por mim.
    obrigada Jesus, por tudo.
    Jesus eu te amo
    Te amo
    Te amo

  2. Sônia Maria disse:

    Olá Pr. Fernando,
    olha suas palavras sobr As cinco lições da sunamita foram super importantes para mim nesse dia de hoje pois, as vezes penso em desistir de lutar pela restituição familiar mas, logo elevo meus olhos aos ceus e clamo a Deus pelo meu fortalecimento na fé.
    Sei que espirito santo vem trabalhando nos nossos corações e depois dessa cincos lições vejo que nada será ou é impossivel para Deus. Então gloria, gloria o Senhor seja louvadoooooooooooooo.
    A paz do Senhor para todos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s