As promessas de Deus

“O Senhor não retarda a sua promessa ainda que alguns a têm por tardia. Ele é longânimo para convosco não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se” (2 Pedro 3:9).

Como é difícil crer e esperar pelas promessas de DEUS! A distância entre o dia em que DEUS prometeu ao dia do seu cumprimento há um vale de lágrimas. A pressa em querer que tudo logo se realize promove um abatimento espiritual, que leva algumas pessoas a desistirem e a esquecerem aquilo que DEUS prometeu a elas.

Segundo os estudiosos, há mais de oito mil promessas de DEUS para o seu povo na Bíblia Sagrada. Apenas precisamos entender três coisas fundamentais acerca dessas promessas: 1) que todas serão cumpridas; 2) que o tempo do cumprimento é o de DEUS; 3) que cada promessa é condicional. Se aplicarmos essas três características a nossa vida, deixaremos o coração sossegado, tranquilo, e caminharemos bem até o dia de suas realizações.

Nenhuma das promessas de DEUS deixou de ser cumprida até hoje, ainda que eu desconheça como e quando ela foi realizada. Por exemplo: sei que um dos ladrões, que reconheceu na hora da sua morte que JESUS era justo, herdará o reino de DEUS, mesmo sem ter passado pelo batismo nas águas. Esse ex-homicida morreu salvo. No último instante de sua vida, ele professou a fé que leva o homem ao novo nascimento e a uma vida gloriosa com JESUS no Céu. JESUS lhe prometeu: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso” (Lucas 23:43). Não encontramos em outro lugar da Bíblia aquele homem com JESUS no paraíso eterno. Nem seria preciso. JESUS lhe prometeu. Isso basta! No mesmo livro de Lucas, lemos uma outra promessa importante que JESUS fez a Pedro, que era pescador de peixes. Ao avistá-lo fazendo tentativas inúteis na praia do lago de Genesaré, JESUS se aproxima e lança-lhe uma promessa: “(…) Não temas; de agora em diante serás pecador de homens” (5:10). Nesse caso específico, ao nos debruçarmos no livro de Atos, vimos ali o cumprimento dessa promessa dentro de uma outra: “Disse-lhes Pedro: arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E recebereis o dom do Espírito Santo. A promessa diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos que estão longe – a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. Com muitas palavras dava testemunhos, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa. Os que de bom grado receberam a sua palavra foram batizados, e naquele dia agregaram-se quase três mil almas” (Atos 2:38-41). Paulo prometeu, pelo Espírito de DEUS, ao sentinela que tomava conta da sua cela: “crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa” (Atos 16:31). Se aquele homem creu em JESUS, sei e não duvido que tanto ele quanto a casa dele foram salvos, ainda que não esteja escrito sobre essa salvação na Bíblia Sagrada.

Em Gênesis, vimos DEUS fazer uma promessa grandiosa ao então Abrão: “(…) Sai da tua terra, da tua parentela, e da casa do teu pai, para a terra que eu te mostrarei. Farei de ti uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome, e tu serás uma bênção. Abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” (12:1-3). E disse mais ao patriarca: “(…) olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as pode contar. Então lhe disse: assim será a tua descendência” (Gênesis 15:5). Essa mesma promessa foi reiterada por DEUS em pelo menos duas outras ocasiões: no capítulo 22 do mesmo livro, versículo 17; e capítulo 26, versículo 4. E será que DEUS cumpriu essa promessa de tornar a descendência de Abraão numerosa como uma nação e como as estrelas do céu? Veja o que está escrito em Deuteronômio: “O Senhor vosso Deus vos tem multiplicado, de modo que hoje sois multidão como as estrelas do céu. Possa o Senhor Deus de vossos pais aumentar-vos mil vezes mais e abençoar-vos, como vos prometeu” (1:10-11); “Com setenta almas teus pais desceram do Egito; e, agora, o SENHOR, teu Deus, te pôs como as estrelas dos céus em multidão” (10:22); “e multiplicaste os seus filhos como as estrelas do céu e trouxeste-os à terra de que tinhas dito a seus pais que entrariam nela para a possuírem” (Neemias 9:23). Leia também o que está escrito nos Salmos 147, os versículos 2 ao 5.

Abraão, de idade muito avançada, e casado com uma mulher estéril, Sara, recebe de DEUS a promessa de um grande milagre: “Na verdade, Sara, tua mulher te dará um filho, e lhe porás o nome de Isaque; com ele estabelecerei a minha aliança, aliança perpétua para a sua descendência depois dele” (Gênesis 17:19). Podemos ver também que tanto Abraão quanto Sara riram da promessa que DEUS havia feito a eles. Mas DEUS, que não leva em conta a zombaria dos homens, nunca deixa de cumprir o que ELE mesmo prometeu: “O Senhor visitou a Sara, como tinha dito, e lhe fez como havia prometido. Sara concebeu, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, de que Deus lhe falara. Abraão pôs no filho que lhe nascera que Sara lhe dera, o nome de Isaque” (Gênesis 21:1-3).

A própria vinda de JESUS CRISTO a este mundo como homem, a Sua morte e a Sua ressurreição foram preditas pelo profeta Isaías: “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel” (7:14); “Porque um menino nasceu, um filho se nos deu; o principado está sobre os seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (9:6); “Era desprezado, e o mais indigno entre os homens, homem de dores, e experimentado no sofrimento. Como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum. Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; contudo, nós o consideramos como aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; e o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos” (53:3-6). Mesmo essas promessas sendo anunciadas muitos anos antes pelo profeta, JESUS precisou reunir os seus apóstolos para anunciar as coisas que iriam Lhe acontecer. O tempo nos leva a nos esquecer das promessas de DEUS. É preciso que, um hora ou outra, DEUS esteja trazendo à nossa memória todas as promessas que ELE tem para nós. JESUS morreu, mas havia feito a promessa da sua ressurreição. Ainda assim algumas mulheres foram ao sepulcro onde havia sido enterrado o corpo de JESUS. Ainda assim, dois homens voltaram tristes pelo caminho de Emaús, lamentando-se da morte de JESUS. Essa morte era para ter sido festejada por aqueles que LHE seguiram e ouviram DELE a promessa da ressurreição. Todos deveriam crer que ao terceiro dia, ELE ressuscitaria. Mas infelizmente não foi assim. O que os olhos assistiram, levaram todos a abaixarem as suas cabeças e a caminharem como ovelhas sem pastor, entristecidas, desamparadas. Dois homens com vestes resplandecentes tiveram que aparecer para as mulheres terem a certeza de que JESUS havia ressuscitado. O mesmo JESUS teve que interromper a conversa sombria dos dois homens de Emaús para anunciar que ELE estava vivo.

DEUS nunca deixou de cumprir uma promessa!

O segundo passo é esperarmos pelo tempo DELE. O nosso tempo não é o tempo de DEUS. Por isso, precisamos lançar sobre ELE as nossas preocupações e ansiedades; confiar! O nosso tempo é o tempo do envelhecimento, da ansiedade, do desespero, da incredulidade. É o tempo que abate o nosso espírito e deixa entristecida a nossa alma. O nosso tempo sufoca a alegria do Espírito Santo em nós. Ele é representado pelos ponteiros do relógio. O tempo de DEUS é o da perseverança, da providência, do descanso, da fé inabalável, que não é medido por nenhum medidor de tempo. O tempo de DEUS nos traz bênçãos, provisões, esperança, certeza da vitória. Por isso, devemos buscar e esperar pelas promessas do PAI com a visão do tempo DELE. Quando aguardamos as promessas pelo nosso tempo, ficamos ansiosos e preocupados, e, o pior, demonstramos a DEUS que o que esperamos é maior e mais importante do que ELE. Muitos têm abandonado a fé e morrido no meio da caminhada. Olham para as circunstâncias, dão ouvidos e crédito àquilo que satanás tem feito na vida do seu cônjuge; abatem-se e sofrem bastante. Esquecem-se do que DEUS prometera para a sua vida. Quantas pessoas estão sendo provadas pelo tempo de DEUS e, por não entenderem ou não crerem, terminam fazendo o que o povo de Israel fez no deserto: rebelando-se e murmurando.

O terceiro e último passo para alcançarmos as promessas de DEUS é andarmos na vontade do SENHOR. Para todas as promessas existe um “se” condicional, que nos direciona à presença de DEUS, à obediência à Santa Palavra: “se atentamente obedeceres à voz do Senhor teu Deus, tendo o cuidado de guardar todos os seus mandamentos que hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. Se ouvires a voz do Senhor teu Deus, todas estas bênçãos virão sobre ti, e te seguirão: bendito serás na cidade, e bendito serás no campo. Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais, e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. Bendito o teu cesto, e a tua amassadeira. Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres. O Senhor fará que sejam derrotados na tua presença os inimigos que se levantarem contra ti. Se por um caminho vierem contra ti, por sete caminhos fugirão a tua vista” (Deuteronômio 28:1-7); “se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração que se fizer neste lugar” (2 Crônicas 7:14-15).

DEUS diz a você, através deste estudo, que todas as promessas que ELE fez para a sua vida serão cumpridas no tempo em que ELE achar justo e perfeito. A restauração da tua família é uma promessa feita por DEUS a Abraão lá no passado, quando afirmou que, através do patriarca, todas as famílias da terra seriam benditas. JESUS também atestou essa promessa quando respondeu aos fariseus que era impossível aos homens separar aquilo que DEUS uniu. Paulo deixou a possibilidade de restauração familiar quando escreveu que, havendo uma separação física de ambos, o correto é a esposa se reconciliar com o seu marido, ou vice e versa.

Saia do lugar da incredulidade que limita a sua visão. DEUS dá respaldo a todos os sonhos, que estiverem no centro da sua vontade, a não morrerem; a sonharem cada vez mais, a acreditarem que ELE, o DEUS do Impossível, ressuscita aquilo que, aos nossos olhos, está morto. Em CRISTO, você está autorizado a prosperar, a sonhar, a esperar e a ser mais que vencedor! Que DEUS nos abençoe!

Dedico este estudo especialmente ao meu amigo e amado irmão Milton Sérgio Fantinato, do Paraná, que há mais de 30 anos não vê a sua amada esposa nem sabe da existência dela, e ainda assim, crê e espera em CRISTO pela restauração da sua família. É promessa: DEUS vai restaurá-la!

FERNANDO CÉSAR – Escritor, autor dos livros “Não Mude de religião: mude de vida!”, “Pódio da Graça”; “Antes que a Luz do Sol escureça” e da coleção “Destrua o divórcio antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua o adultério antes que ele destrua seu casamento”, “Destrua a insubmissão antes que ela destrua seu casamento”. Também é pastor e líder do Ministério Restaurando Famílias para Cristo. 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para As promessas de Deus

  1. Eracly disse:

    Pr. Fernando,
    Louvado seja Deus por mais este estudo. Glória a Deus!!! Acho lindo o sobrenatuarl de Deus na tua vida, pois Ele te mostra pontos que são o ápice, a chave para que possamos continuar andando pelo caminho estreito rumo á nossa vitória.
    E quanto ao irmão Milton Sergio, creia contra todas as circunstancias, assim como Nóe, Abraão, Sarah e tantos outros que pela fé agradaram tanto a Deus e alcançaram a “impossível”: A VITÓRIA.
    Pr. há uma música muito bonita da Nivea Soares que diz: “existe um lugar Senhor, no centro da tua vontade… Existe um lugar Senhor no centro da tua vontade existe um lugar Senhor feito só pra mim e é neste lugar que eu quero descansar… Sei que mitos vão dizer que há outro lugar melhor, sei que muitos vão pensar que eu enlouqueci, mas não há lugar de HONRA maior que o teu altar. Tomo minha cruz e sigo a TI JESUS”. Glória a Deus!!!!!

    Obrigada por nos ajudar a carregar a nossa cruz de forma sábia e nos posicionarmos sempre no centro da vontade de Deus.!!!
    Fique na Paz!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s